sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Falando sobre: Iris Zero

Música da vez ~ GRANRODEO - The Other Self (Terceira abertura de Kuroko no Basket)
Waaaah, estou tão ocupada esses dias. @_@
Mas feliz por ter finalmente conseguido minha camiseta do Nyanko-Sensei! Ter contatos é tão bom *o*
E fechar mais um volume de um dos meus shoujos preferidos, hm? Não tem preço meeeeeeesmo.
Mas nada me impede de arrumar um tempinho pra cá.
E eis que eu vim falar de... Ìris Zero.



Um mangá seinen, escrito por Piro Shiki e desenhado por Hotaru Takana. Ele é traduzindo pelo Baka Neko e vocês podem ler online no Mangá Host.
Em um mundo onde todo menino e menina têm o poder especial chamado Iris. Toru que por nenhum motivo não possui nenhum tipo de poder especial, por isso desde pequeno ele é maltratado por todos que possuem este poder, por isso, depois de muito sofrer Toru resolveu viver pelo seu lema, chamado de "baixa exposição" - Para viver sem se destacar. Mas sua vida escolar pacífica muda quando ele recebe uma "confissão" da garota mais popular da escola, Koyuki. O seu lema começa a mudar!! A história de Fantasia escolar que irá mexer com os corações, irá começar com este inusitado encontro entre ambos.
A proposta me chamou bastante atenção; quer dizer, normalmente é aquele único garoto diferente que ganha poderes especiais e sofre bullying, muitas vezes inclusive por causa desses poderes, que o afastam ainda mais da possibilidade de ter uma vida normal. Ou talvez ainda, aquela pessoa em um universo mágico que parece não ter poder algum, ou algum tipo de magia risível, mas na verdade tem um dos poderes mais fortes e importantes de toda a história daquele universo (como a Louise em Zero no Tsukaima, ou a Mikan em Gakuen Alice)!
Nesse caso, não. Toru Mizushima realmente não tem nenhum poder milagroso. Ele é um garoto normal, um tanto introspectivo, e muito, muito, muito sensível. E não estou dizendo que ele adora comédia romântica e chora por tudo, estou dizendo que ele é o Shakespeare dos sentimentos! Por ser muito atento e perceptivo, consegue compreender com certa facilidade os sentimentos das pessoas a sua volta e perceber quais são seus problemas pelos mínimos sinais que dão. Apesar de se preocupar bastante com os outros, faz de tudo para não demonstrar.
Eu poderia falar e falar sobre esse mangá, mas aí eu contaria a série até aonde foi lançada. Em 2012/2013, o mangá entrou em Hiatus por causa da súbida doença de Hotaru Takana, mas em Outubro, a serialização foi recomeçada. Agora é só esperar pelos Scanlators trazerem.

Um comentário:

  1. Fico muito feliz em ler outra crítica positiva do mangá que traduzo. Iris se tornou um xodó, uma obra complexa mas que cativa pela simplicidade dos personagens, uma obra única em muitos aspectos :)

    ResponderExcluir