sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Falando sobre: Novidades e P.A. (Private Actress)

Olá pessoal, Tia Haru aqui com novidades gigantes.

A primeira é que nossa página atingiu a marca de 800 curtidas, algo que meixa muito feliz por saber que meu trabalho duro é visto e compartilhado por você e diversas outras pessoas que estão nos lendo agora.



A segunda, como puderam ver, é que depois de meses e meses guerreando pra por a bendita caixinha do Facebook, eis que finalmente saio vitoriosa. Ela não é linda?

A terceira é que ontem lancei na nossa página do Facebook a tradução do primeiro capítulo do volume 5 de Keishichou Tokuhanka 007. Notem que é a tradução, não o mangá. Logo logo, terá a continuação. Em breve eu encaixarei ele aqui no blog, pois ainda estou decidindo se posto ele como documento do Google Drive ou como postagem de Livejournal.

Agora vamos a nossa matéria. Vim falar de um mangá Josei, que possui Dorama (Mas até agora não consegui assistir) e que eu adorei o roteiro. Esta obra é P.A., também conhecido como Private Actress.



Kobayakawa Shiho é uma "Private Actress" que trabalha para uma empresa de produção. Ela também faz trabalhos para pessoas que precisam dela para fingir ser uma pessoa diferente. Considerada por quem a conhece como 'gênio', a cada capítulo, ela assume uma pessoa diferente, conhece pessoas diferentes.

Mas Shiho não anseia trabalhar como uma verdadeira atriz, por motivos pessoais. E familiares. Ela é uma garota solitária, que acaba buscando em suas atuações sentimentos que ela mesma não pode ter.



Como P.A., ela conhece o amor da vida dela. Ela conhece outros atores que acabam a forçando a atuar, e o segredo que ela guarda lá no fundo de si mesma vem a público.

Um mangá dramático, com um toque leve de sobrenatural, P.A. foi lançado em 1992 e por pouco não ganhou o 53º Shogakukan Manga Award para Shoujo. Escrito e desenhado por Akaishi Michiyo, veterada que começou sua carreira em 1980 na Betsucomi, está nas bancas nipônicas em dois formatos. O Tankoubon possui 8 volumes e o Bunkoban, 4. P.A. é um mangá completo. Mas a autora preparou mais um volume, chamado P.A.: Tokubetsuhen, onde Shiho, apesar de famosa, ainda trabalha como P.A.



A arte de P.A. é muito similar a de Sailor Moon. Mas eu mesma já vi mangás da Akaishi de 1983, muito tempo antes da Naoko Takeuchi lançar seu primeiro trabalho e dá pra perceber claramente que foi a Akaishi que começou com esse estilo de traço. Inclusive, pra dar a graça na história, Sailor Moon e Ranma 1/2 são citados em um capítulo de P.A. 
Como na internet não possui nada relatando a semelhança da arte, fica por aqui mesmo rsrs

O dorama, que foi ao ar em 1998, parece seguir a mesma linha de roteiro do mangá (digo 'parece' porque ainda não consegui assistí-lo), apesar de me parecer pular entre capítulos, pelo que eu li em um site espanhol que infelizmente só listou os 3 primeiros episódios de 9. Só consegui encontrar umas duas ou três imagens aqui e ali pelo Google. Uma pena mesmo. 


Bem pessoal, é isso. Espero que tenham gostado desta matéria. Nos vemos novamente em breve com mais matérias e quem sabe novidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário